Chester de Natal com maças e maracujá

Embora eu não tenha nenhuma foto da nossa ave natalina pronta, vou postar a receita de qualquer jeito na tentativa de dar uma animada por aqui.

Estava eu saindo de casa na tarde do dia 23 de dezembro quando encontro com minha vizinha – que é dessas donas de casa prendadas que cozinham, costuram e tal – e começamos uma conversa amena sobre a iminência de ter que preparar comida. O pernil que ela iria assar para a ceia já estava devidamente temperado àquela altura e enquanto isso aqui em casa não tínhamos nem comprado o peru/chester, que sempre temperamos de maneira bem comum (que eu não sei qual é, visto que eu não participo da feitura dessas coisas). Então ela me falou do tal molho de maracujá, e maracujá é divino, então fiquei curiosa.

No dia seguinte estávamos minha mãe e eu nos arriscando a fazer algo diferente.

Recheio:

  • uma cebola picadinha
  • um maracujá
  • óleo ou manteiga
  • bacon
  • uns três dentes de alho picadinhos
  • temperos (alecrim, salsinha seca, cebolinha e por aí vai)
  • sal a gosto

Então é só colocar óleo/manteiga na panela e refogar a cebola, bacon e colocar o maracujá na dança. É só abrir ele e colocar tudo, com semeste mesmo. Depois tempera e deixa lá engrossando um pouco, enquanto isso vai mexendo. Na receita falava pra colocar um pouco de farinha de trigo pra engrossar mais, mas pulamos essa parte. Deve ser recomendável, porque por mais que pareça que ele está bem grosso, quando você coloca dentro do chester ele pode ficar vazando. Mas então, depois de pronto é só passar tudo pra dentro da sua ave preferida e fechar com uma maçã. É uma parte deveras engraçada, selar com uma maçã. Depois vai pra parte clássica de cobrir com papel alumínio e colocar no forno. Atenção: fogo baixo. Sempre. Tipo, a gente deve ter colocado ele lá pelas 15h e só fomos comer ali pelas 21h, 22h, então pode esquecer dele lá.

Mas assim, não esquece dele até a hora de comer, não. Acho que ali pelas 18h começamos a preparar o molho. Pra ele você vai precisar de:

  • um maracujá
  • duas maçãs
  • cebola picadinha
  • óleo
  • temperos e sal

Então é só fazer aquele refogado com óleo, cebola e tal. O maracujá você bate e coa (mas acho que você pode separar as sementes primeiro, não bater… sei lá). As duas maçãs também é pra bater, faz tipo um purê. Eu também coei isso, mas não precisa, dá na mesma. Ah, é pra bater com casca pra dar corzinha. Enfim, joga isso tudo no refogado, coloca os temperos… E pronto. Volta lá no seu chester/peru, que a essa altura tá é precisando de uma cor, e joga tudo isso por cima. Deixa lá mais um tempo.
E é isso. Fica muito gostoso e é simples!

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Bolo de caneca no micoondas e DESAFIO CULINÁRIO!!!

Esse post nasceu da seguinte conversa:

“Lévia preciso te contar de uma descoberta fantástica que eu fiz: bolo de caneca no microondas!!!!!! é super fácil, poucos ingredientes, mas o resultado é alegria sem fim!! é mágico saber que se um dia vc estiver morrendo por um bolo pode ter um em tão pouco tempo e com tão poucos recursos!!! tudo bem que bolo convencional ainda é mais gostoso, mas a praticidade é ótema!! to com vontade de fazer todo dia no café da manhã! mahuahahah! na verdade acho até que vou fazer melhor, vou fazer um post no braço, pq o mundo precisa popularirar o bolo de caneca no microondas!”

E foi assim que decidi mostrar para vocês meu povo, esse santo graal que é o bolo de caneca no microondas. Não sei como isso ainda não virou objeto de culto e veneração. É bolo, e é rápido!! É a salvação da colheita!! Não é magia, é tecnologia!! O bolinho que vocês verão na foto está vestido de festa, com uma calda mequetrefe de chocolate. Mas você pode variar, colocar geléia, nutella, enfim: tente, invente, faça seu bolinho diferente!! Você vai precisar de:

  • 3 colheres (sopa) de manteiga
  • 4 colheres (sopa) de leite
  • 1 ovo
  • 4 1/2 colheres (sopa) de açúcar
  • 3 colheres (sopa) de cacau em pó
  • 3 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 1/2 colher de chá de fermento

Leve a manteiga pra derreter no microondas por uns 30 segundos.  Coloque o leite e o ovo e bata com um garfo. Junte o açúcar, o cacau, a farinha e o fermento todos peneirados. Misture bem e distribua em 3 ou 4 xícaras ou canecas. Leve ao microondas por 3 minutos em potência máxima e olha só:

Esse é o bolinho minha gente, e agora que entra a parte do desafio: pra evitar que o blog fique às moscas proponho que todo mundo faça parte do desafio culinário que é assim, eu postei o bolinho e desafio alguém a fazê-lo. Essa pessoa tem uma semana pra fazer a receita, tirar foto e postar as próprias impressões (se foi fácil, se é bom, etc). Dai o desafiado precisa escolher uma receita que ele mesmo fez e postou no blog, e desafiar outro biscoiteiro a fazê-la. E assim vai seguindo o desafio, até todo mundo ter feito alguma coisa e todo mundo ter ficado feliz. Essa história de não tenho tempo não cola, porque todo mundo come e quando comer não custa nada tirar uma fotinha! Então vamos lá moçada, vamos participar. Eu desafio MORANGO DE PARIS a fazer o bolinho!! E tenho o apoio do cão trombadinha!

é nóis!

agora é com você Morangôoo!!

Publicado em Desafio culinário, Festividades, Sobremesa | 6 Comentários

Mousse de Maracujá

Mais uma da série “Fácil pra Burro”…

Para mousse vocês vão precisar de:

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 395 ml de suco de maracujá

Misture tudo no liquidificador (Olívia, lembre-se de verificar se o liquidificador está tampado. rs…) e bata por aproximadamente 2 minutos. Tá pronto! É só despejar numa vasilha e levar à geladeira por algumas horas. 

Para o brilho vocês vão precisar de:

  • 50 ml de suco de maracujá
  • 50 ml xícara de água
  • 1 colher de sobremesa de maisena
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 1/2 maracujá

Esta parte é mais fácil ainda… coloque tudo numa panela e leve ao fogo, mexendo sempre até virar uma calda. Deixe esfriar e derrame sobre a mousse. Aí é só voltar com a mousse para geladeira até o hora de servir.

Aproveitem!

 
Trilha sonora: Adele_19
Publicado em Uncategorized | 4 Comentários

Biscoito (cookies) de dois chocolates e manteiga de amendoim

Olha só meu povo, o blog tá ai bombando, alegria geral e tudo mais. Só que até agora por aqui n’O Braço da Biscoiteira não apareceu nenhum biscoito!!! Dai que pra sanar essa dívida com o público ávido que nos acompanha resolvi postar pra vocês essa receita ótema de Cookies de chocolates e manteiga de amendoim. Já vou avisando que fica bom é por demais, e que essa receita rende uma biscoitada sem fim. Mas não se acanhe, faça toda a receita e seja feliz com os milhares de biscoitos que você terá. Só não se esqueça de colocar num recipiente herméticamente fechado, para manter a crocância do seu biscoito por muito mais tempo!!!

Então vamos lá, a receita é desse blog aqui, e diferente da moça eu coloquei gotas de chocolate ao leite, que eu tenho certeza absoluta de que foi muito melhor do que teria sido com chocolate branco.

168g de chocolate meio-amargo, picado grosseiramente
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) de sal
¾ xícara (120g) de açúcar mascavo escuro
¾ xícara (165g) de açúcar granulado
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, amolecida
1 xícara (240g) de manteiga de amendoim cremosa
2 ovos grandes
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
2 xícaras (335g) de gotas de chocolate ao leite

Eu coloquei cerca de 250g de chocolate ao leite, mas se você tiver esses 335g de chocolate dando sopa ai manda brasa!
Pré-aqueça o forno a 150ºC  e separe uns dois tabuleiros, ou vá revesando pra assar sua biscoitada. Acho até que se você não quiser assar tudo de uma vez pode congelar um pouco, mas acho melhor se você congelar já as bolinhas prontas, porque senão com o chocolate congelado vai ser mais difícil de tirar as colheradas.

Então, primeiro derreta o chocolate amargo em banho maria e reserve. Ele vai entrar na brincadeira por último, pra dar um efeito marmorizado no negócio.

Picando o chocolate, porque né, se você não tem gotas de chocolate você simplesmente pica a sua barra!

 

Em uma tigela pequena, peneire a farinha, o bicarbonato e o sal.

Bata a manteiga e a manteiga de amendoim na batedeira até obter um creme. Como a minha batedeira é súper fuleira, eu bato na mão mesmo e dá super certo, então não se acanhe se você não tiver batedeira, o braço da biscoiteira tá ai pra isso!!!

Acrescente os açúcares e bata até ficar cremoso. Adicione os ovos e a baunilha, batendo até combinar os ingredientes. Junte os ingredientes peneirados e as gotas de chocolate e bata até que não veja mais traços da farinha.

Despeje o chocolate derretido sobre a massa e mexa um pouco, mas sem mexer demais porque o lance é ficar marmorizado.

Essa é a massa do biscoito já com o chocolate. Veja bem, não vá mexer demais!!!

 

Coloque bolas de 1 ½ colheres (sopa) de massa em assadeiras, sem untá-las , deixando 5cm entre uma e outra. Como esse negócio de medir distância de biscoito é pra gente bitolada, só presta atenção pra não deixa-los muito juntos, porque se esparramam pelo chão igual batatinha quando nasce! 🙂
Asse por cerca de 20 minutos, ou até que as bordas estejam ligueiramente douradas e o meio ainda um pouco macio.

E o resultado é esse aqui, rapaziada:

 

uma bela fornada

olha o biscoito aí!

O cão, que ficou inciumado com a aparição do gato da Martha, resolveu se esconder, mas mesmo assim deu sua valiosa opinião:

 

Tava era bom!

E assim falou o cachorro-sofá!

Publicado em Biscoito, Doces, Nota 10 | 4 Comentários

Pão-de-queijo com queijo Comté

Bom, fazia tempos que não fazia coisas pra postar aqui. Essa receita é originariamente da minha irmã Camila, e hoje foi feita à 6 mãos, Morango, Martha Veronica e Eliza Toledo.

Bom, a receita é mega simples, confesso que so tinha visto minha irmã fazendo e tive Comté raladomedinho de não dar certo! O queijo francês não é para ser chique, e sim devida à ausência do queijo canastra, e ai Martha escolheu Comté, que lembrou um pouco mussarela, muito gostoso por sinal!

Igredientes:

1/2 Kg de queijo canastra ralado (no caso, Comté)

1/2 Kg de povilho

3 ovos

1 copo de leite          

1 copo de água

1 colher rasa de sal

Primeiro tem q ferver o leite com a agua e depois de fervidos, é hora de escaldar o polvilho. Usamos o panelão da Martha, e ai você vai jogando a mistura aos poucos e mexendo; nessa hora Martha quem mostrou seu potencial biscoiteiro! Empelotar é normal, faz parte do processo, mas aos poucos chega a hora de amassar com a mão e ai desempelota um pouco. Depois misture os ovos, o queijo e o sal. Bom, colocamos os 3 ovos de uma vez, que de acordo com Camila, o ovo é que é importante para o pão-de-queijo não ficar duro. Mas se a massa ficar molenga demais (o que aconteceu) pode acrescente um pouco mais de polvilho, mas não muito, pq a massa tem que ter consistência pouco molenga. Depois é so untar a mão e também o tabuleiro e fazer as pequenas bolotinhas (ou grandes, como quiser).

Voilà, o pão-de-queijo com queijo francês!

Não tem cachorro, tem é gato, a  Faye!

Publicado em Acompanhamentos, Aperitivos, Coração, Diversos, Festividades | Marcado com , , | 10 Comentários

Doce de Banana

A Calda:

  • 3 bananas caturras grandes
  • 2 xícaras de açúcar
  • Um pouco de água

Numa panela coloque o açúcar e leve ao fogo até derreter. Quando estiver caramelizado coloque a água e deixe ferver até virar uma calda. Desligue o fogo e acrescente a banana picada e misture tudo. Despeje no fundo de uma tigela e reserve.

O Creme:

  • 3 xícaras de leite
  • 1 lata de leite condensado
  • 3 colheres de sopa de amido de milho
  • 2 gemas coadas

Em uma outra panela, em fogo brando, dissolva o amido de milho no leite, acrescente o leite condensado e as gemas. Mexa sempre até virar um creme. Cubra a calda com o creme e reserve de novo.

O Suspiro:

  • 2 claras
  • Um punhado de açúcar

Bata a clara em neve acrescentando aos poucos o açúcar até que ela levante picos firmes. Finalize as camadas com o suspiro e leve ao forno para dorar.

Pronto! Espere esfriar e aproveite.

ps: eu usei os ovos fora da validade e por isso fiquei de piriri gangorra por dois dias e tive que jogar quase metade do doce fora. Mas ficou bom, valeu a pena. rs…

Publicado em Doces, Sobremesa | 3 Comentários

Hamburguer de Soja

Finalmente, hein!

Há um tempo atrás fiz um bolinho de soja que ficou horrível, com super gosto de farinha, e ninguém conseguiu comer. Depois de me recuperar dessa tentativa frustrada, eu e meu fiel escudeiro Lucas ex-Mendes fizemos um hamburguer de soja que foi um sucesso! Pegamos uma receita na internet e variamos um pouco, mas descobrimos que todas as receitas de bolinho/bife/hamburguer de soja são basicamente a mesma coisa, a diferença mesmo é se é frito ou assado. O nosso hamburguer é frito.

Essa é mais uma receita da série “cozinha sem paradigmas”, portanto, não se atenham a medidas e sigam seus instintos culinários.

A gente usou o seguinte:

Proteína texturizada de soja (a medida foi um copo de requeijão – não tenho ideia de quantos gramas isso dá)

  • 1 ovo
  • 1 cebola roxa
  • azeitonas verdes sem caroço
  • salsinha
  • molho shoyu
  • alho/sal
  • farinha de trigo

O primeiro passo é deixar a soja de molho na água (a quantidade de água deve ser o dobro da de soja) por, mais ou menos, 30 minutos. Depois, use o seu braço de biscoiteiro(a) para escorrer a soja e espremê-la, para que ela fique com o mínimo de água possível.

Depois acrescente à soja o alho e o sal, o molho shoyu, a cebola picada, as azeitonas (amassadas ou em pedaços bem pequenos), salsinha e outros temperos que te apetecerem. Pimenta do reino é bem vinda também! Misture tudo isso e coloque o ovo. Vá acrescentando farinha de trigo aos poucos, e misturando com as mãos, até dar liga. Cuidado para não exagerar na farinha!

Agora é só modelar e fritar! Pode ser em bolinhas ou achatado, igual hamburguer…

Bolinhas

Jogando no óleo - quente, tsá?

O nosso hamburguer de soja é versátil: uma boa opção para o almoço, lanche ou jantar! Diliça!

Tá na mesa

Publicado em Aperitivos, Coração, Vegetariano | 2 Comentários

Sopão do Coração

Até que enfim uma colaboração minha!

Bom, ela possui o mesmo perfil do último post da Lívia e está voltada para o público beginner. Foi a primeira coisa que eu cozinhei no meu retorno à BH e acabei não obedecendo uma receita e fui guiado apenas pelo meu coração.

Receita:

Escolha dos ingredientes: Dirija-se ao estabelecimento de alimentação mais próximo e compre os legumes que te apetecem na quantidade em que você costuma comprar. Pegue o macarrão que você tem na dispensa e também não se atenha à quantidades precisas. O alho e sol também já devem estar por aí, então faça uso deles também, afinal eles estão sempre lá quando você precisa.

No meu caso eu comprei: 1/20 de moranga média, umabatata baroa pequena, um carazinho e 2/3 de cenoura, além de 1/2 cebola e 1/2 tomate.

Processo de feitura:

Pique os legumes no formato que você curte, só não complique muito afinal é uma sopa oras! Em seguida coloque doure o alho com óleo em uma panela e acrescente os legumes mais rígidos para refogar, depois adicione água, tampe a panela e deixe cozinhar um tempo.

Quando passar um tempinho, dê uma cutucada nos legumes e veja se eles já cederam um pouco. Se sim coloque o macarrão em quantidade proporcional aos legumes picados [usei dois restinhos de um macarrão que jaziam no armário]. Depois coloque a cebola picada para ela desmanchar e se juntar ao caldinho.

Deixe a mistura cozinhar. Depois que o macarrão estiver mais molinho, coloque o cará e o tomate [nem sei se rola de comer cará na sopa, mas era o legume que mais me apeteceu].

Depois de uns 10 minutinhos ela já deve estar pronta. Acrescente sal à gosto e seja feliz.

O meu ficou feinho assim:

Publicado em Coração, Vegetariano | 2 Comentários

Tarte à la tomate

Seguindo a série “receitas fáceis pra burro”, digo,  receitas que até as crianças fazem, essa torta é simplesmente totalmente fácil, MAS, para aqueles que gostam de sair da mesa com o pandú  cheio, tem que fazer algo pra complementar porque ela é bem leve! 

Bom, os igredientes:

  • 2 tomates (na foto são quatro, mas nem precisou)
  • Massa “feuiletée” – folheada –  que compro pronta
  • Mostarda de Dijon
  • Herbes de Provence
  • Sal

Bom, essa é a massa folheada, mas não sei a receita! Você abre a massa num recipiente  E DETALHE mega importante: com um garfo, faça furinhos em toda a massa, porque se não ela vai inchando durante o cozimento e fica com uma barriga estranha no centro do tabuleiro.  Depois espalhe um pouco de mostarda,  por cima os tomates, previamente picados, e por fim, sal e Herbes de Provence, que sinceramente, é uma das coisas mais legais da cozinha francesa, fica bom em tudo!

Bom, no forno à 180°C, em uns 20 ou 25min, a torta está pronta! É mega rápida de fazer e também de comer porque é muito leve, mas vale a pena!!!

Voilà!

Publicado em Diversos, Vegetariano | Marcado com , | Deixe um comentário

Cupcakes

Pois então, dia desses ia ter uma festa e eu resolvi afogar as mágoas fazendo cupcakes. Só que eu resolvi fazer de noite, contemporaneamente ao jantar e nem deu pra tirar foto do passo a passo. E como fiz duas receitas diferentes fiquei com uma baita priguiça de colocar as duas e explicar e tudo mais. Mas como o senhor Gringospaghetti tirou umas fotos super artísticas dos cupckaes resolvi postar mesmo assim. Foram vários ângulos e enquadramentos de bolinhos, e não sei porque isso me fez lembrar dos limões do Vermeer (piada interna feelings)…

Destaque para o cupcake de chocolate

Reparem na habilidade extrema com que o creme foi colocado

Close no bolinho

Os Cupcakes eram de chocolate com ganache de chocolate meio amargo (o preto) e de chocolate branco com cobertura de butter cream de cereja (o rosado).

 

 

 

 

Foram decorados a quatro mãos, o que pode explicar o excesso de habilidade e uniformidade na decoração.

 

 

 

 

No começo eu achei que eram mais bonitinhos do que bons, mas depois de comidos não eram assim tão ruins.

Bolinho rosa também quer mostrar seu valor

 

 

 

 

Fiquei meio receosa dessa cobertura de butter cream, porque como diz o nome, tem muita manteiga e o gosto dela aparece muito. Mas até que que não é tão mal. Mas acho que da próxima vez vou procurar uma cobertura mais light, com creme de leite, por exemplo (creme de leite é light?).

confeitos decorativos sortidos cor-de-rosa

 

 

E finalmente eu tive oportunidade de usar meus confeiros decorativos sortidos cor-de-rosa!!!

todos juntos

A opinião geral era de que o de chocolate era mais gostoso. Eu achei os dois bons, mas eu sou mãe né, então minha opinião não conta (mãe dos cupcakes, pra que não entendeu).

E foi essa a história dos cupcakes. Quem quiser fazer eis os links do site de onde eu tirei as receitas:

Cupcake de chocolate branco e cobertura de butter cream de cereja

Cupcake de chocolate

Tô aceitando encomendas, mas quem quiser vai ter que vir aqui buscar! Há!

 

P.S. Dessa vez o cão não foi convidado pra dar sua opinião.

Publicado em Conversa fiada, Diversos, Doces, Fotografando a comida, Sobremesa | Marcado com , | Deixe um comentário